quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Quero voar








Quero voar com as fadas
nas nuvens que são almofadas
dos que gostam de sonhar,
vaguear pelo espaço
envolver no meu abraço
aquele que está a chorar;

Voar sobre os continentes
observar as diferentes gentes
que não param de labutar,
tristes ou sorridentes
ricas ou indigentes
fazem o mundo avançar;

Voar e ter a ousadia
de procurar noite e dia
os jardins da felicidade,
mostrar a quem quiser ver
que nada tem a perder
o que vive com verdade;

Quero com os anjos voar
ir com eles visitar
estrelas e constelações,
trazer desse pó sagrado
que não há em nenhum lado
para aquecer corações;

Quero voar, voar, voar
quero voar sem parar...



Malik

2 comentários:

  1. Voa, porque ao pensamento tudo é permitido. Voa com as nuvens, as fadas,os anjos... e nenhum voo será inútil. Voltarás com a leveza do vento e a alma a transbordar de humanismo.
    Voa poeta e volta com "esse pó sagrado que não há em nenhum lado"...

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pelas tuas palavras!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.