quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Anja






Ainda estou a acordar
com a Anja eu sonhei,
acabo de me levantar
mas é urgente recordar
esta noite por onde andei;

Toda ela é ternura
feita de tentação,
um doce de formosura
com tempero de candura
que me alimenta a paixão;

Eu não sei se ela é real
ou não passa de ilusão,
sei é que não é banal
que não me faz nenhum mal
só me aquece o coração;

Quando menos esperar,
numa qualquer rua florida,
a Anja vou encontrar
para viver e amar
um sonho chamado vida.



Malik

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.