segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Atracção






Nesta coisa da atracção
muito fica por entender,
raramente é ilusão
é nascente onde o coração
com sede, teme beber;

Olhando o que me rodeia
tentando compreender no geral,
salta-me logo à ideia
flores, abelha e colmeia
coisas do mundo animal;

Quem prescinde de doçura
ou de adrenalina a granel?
Um pouco de formosura
com um olhar de ternura
funciona como mel;

Há coisas que não se explicam,
a atracção é uma delas,
químicas se multiplicam
emoções se edificam
e até nascem estrelas;

Borboletas na barriga
passarinhos a cantar,
a atracção quando fustiga
o amor paira no ar.



Malik

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.