segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Hoje







Hoje a nossa história
não é mais que uma memória
saltando de momento em momento,
mas não estou arrependido
de por nós me ter batido
até se esgotar o tempo;

Foi tão bom enquanto durou
o mundo rendeu-se e mudou
só para nos acolher,
mas a vida quis assim
levou-te para longe de mim
reservou-me este sofrer;

Sentado junto ao nosso riacho
com semblante cabisbaixo
ouço a água cantar,
penso em como vou viver
sem em meus braços te ter
sem mais te poder amar;

Resta-me acreditar no que sinto,
a vida é um labirinto,
para mim irás voltar!


Malik

2 comentários:

  1. O amor, não é a meta onde sonhamos chegar, mas o lugar onde estamos e com quem caminhamos ao nosso lado.
    Muitas vezes ficamos perdidos no labirinto da "vida", muitas outras nos reencontramos...
    Triste, mas muito humano o teu poema.
    Beijo.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.